Hospital Margarida tem aumento significativo na taxa de ocupação do CTI

Hospital Margarida tem aumento significativo na taxa de ocupação do CTI

O Hospital Margarida, localizado em João Monlevade, está com aumento na taxa de ocupação no quarto andar, setor destinado especificamente para o combate ao coronavírus. No boletim divulgado nesta terça-feira (1) mostra que o cenário está mais dificultador do que nas últimas semanas na casa de saúde.

A casa de saúde é referência para outros quatro municípios vizinhos: Rio Piracicaba, Bela Vista de Minas, Nova Era e São Domingos do Prata. O sistema primário de atendimento dos pacientes, chamado de Ambulatorial, está vazio.

Enfermaria

Este setor está com 48% de ocupação. Desse modo, 11 pacientes estão recebendo atendimento. O setor conta com 23 leitos preparados. Dos pacientes, sete são de João Monlevade e os outros pacientes não são da cidade. Um paciente já testou positivo para a doença; outros 10 aguardam resultados.

Situação do CTI

Com 25 leitos estruturados para atender os pacientes no Hospital Margarida, o Centro de Terapia Intensiva (CTI) apresenta superlotação, com 17 pacientes sendo atendidos. De João Monlevade estão oito pessoas, os outros nove pacientes são de cidades vizinhas. Quatro pacientes já tiveram o resultado positivo para a doença. Outros 13 estão aguardando exames. Desse modo, o CTI está com 68% de ocupação