Caminhão cai de ponte na BR-381, em João Monlevade, onde ônibus matou 19

De acordo com o Corpo de Bombeiros, havia duas pessoas dentro da carreta, e o veículo está submerso

Local do acidente é conhecido como "Ponte Torta", sobre o rio Piracicaba (Divulgação/CBMMG)

Local do acidente é conhecido como "Ponte Torta", sobre o rio Piracicaba (Divulgação/CBMMG)

Um caminh√£o despencou na tarde desta quarta-feira (13) da "Ponte Torta", na BR-381 em Jo√£o Monlevade, na regi√£o Central de Minas, e caiu dentro do rio Piracicaba. O local é o mesmo onde um ônibus clandestino sofreu uma queda no dia 4 de dezembro do ano passado, matando ao 19 pessoas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 15h e, conforme testemunhas, o motorista teria perdido o controle da dire√ß√£o. A suspeita é de que havia duas pessoas dentro do ve√≠culo, que ficou "completamente submerso".

Ainda conforme a corpora√ß√£o, bombeiros de Itabira, na mesma regi√£o, foram para o local logo após o fato e se preparam para iniciar as buscas. Militares de Belo Horizonte e Ipatinga, no Vale do A√ßo, também prestar√£o apoio.

A correnteza do rio neste dia é fraca, portanto, n√£o dever√° prejudicar os trabalhos para a retirada das v√≠timas.

A Pol√≠cia Rodovi√°ria Federal (PRF) presta apoio no local do acidente, que fica na altura do km 350. H√° congestionamento nos dois sentidos da rodovia, e o tr√Ęnsito flui em sistema de "pare e siga".

Ônibus

No dia 4 de dezembro de 2020, um ônibus clandestino que transportava 48 passageiros de Mata Grande, em Alagoas, para S√£o Paulo, caiu no mesmo trecho, matando 19 pessoas e ferindo outras 27. A maioria das v√≠timas eram naturais de Alagoas e da Bahia.

O ve√≠culo j√° foi autuado seis vezes, por transporte ilegal de passageiros, negar entrada na pra√ßa de pesagem e falha no tacógrafo. Logo após o acidente, o motorista fugiu, mas dias depois se apresentou à Pol√≠cia Civil – ele disse que o ônibus perdeu os freios, e ele conseguiu pular antes da queda.

No dia 9 daquele m√™s, o órg√£o fez uma reconstitui√ß√£o do acidente. "O passo a passo da simula√ß√£o, os detalhamentos n√£o ser√£o divulgados. Primeiro que é uma quest√£o técnica da per√≠cia e, segundo que é sigiloso e n√£o ser√° passado no momento. Eu classifico que seja uma das per√≠cias mais importantes de todo o processo. Os próximos passos s√£o algumas oitivas e dilig√™ncias que vamos fazer aqui e fora do Estado. Formalmente, 14 pessoas foram ouvidas e, informalmente, sete", explicou o delegado Paulo Tavares.

Esta matéria est√° em atualiza√ß√£o.